Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

Biografia: Cidade Negra.

        

Desde quando a Baixada Fluminense, famosa por sua pobreza e violência crescente, é lugar para se fazer reggae? Desde que lá surgiu um grupo chamado Cidade Negra, formado por fãs do consagrado ritmo jamaicano. Da Gama (guitarra), Bino (baixo), Lazão (bateria) e Ras Bernardo (voz) buscavam inspiração no seu tenso cotidiano para levantar a voz dos artistas de rua, de um povo sem chance de reivindicações.
De alguma forma a baixada fluminense era um lugar tão ativo e tenso como as famosas quebradas de Kingston, a capital da Jamaica.

Estabelecida a conexão, o Cidade Negra aguardava seu lugar ao Sol enquanto via o reggae se tornar fenômeno de massa em estados distantes como o Maranhão, Piauí e Bahia. Estava na hora do Rio.

Em 1990, a Sony music, ainda CBS, resolveu apostar nesse grupo que já contava com um bom currículo de shows, com direito a excursões para salvador e são Paulo e até participação em um documentário da BBC de Londres sobre o Rio.

O disco Lute para Viver mostrou que os rapazes do Cidade Negra estavam aí para o que desse e viesse, falando a verdade sobre a real cultura carioca. Com uma produção cuidadosa de Nelson Meirelles, puderam mostrar toda a força de seu som e logo de cara emplacaram um sucesso que até hoje é pedido nos seus shows : “Falar a verdade“.

Em 1994, aconteceram as reformulações que colocariam o grupo em uma nova fase. Toni garrido, ex-vocalista da banda Bel, entra no lugar de Ras Bernardo e já imprime seu toque às novas composições.

O experiente Liminha assume a produção, ajudando a tornar o som do grupo mais diversificado, melodicamente mais pop e dançante, mas sem fugir ao universo reggae.

Conclusão: o álbum Sobre Todas as Forças caiu nas graças do grande público, mesmo aqueles que nunca haviam dado muita bola para o ritmo jamaicano.

Muitos outros fatores contribuíram para isso e contribuem até hoje: o carisma de Toni Garrido, que deu ao Cidade Negra mais presença de palco; as letras um pouco menos contestadoras e mais românticas; e as verdadeiras pérolas pop que o disco trazia.

A primeira música de trabalho, “Onde Você Mora?” – composta por Nando Reis e Marisa Monte – já era um tremendo arrasa-quarteirão. Assim como “Pensamento”, “Doutor”, “Mucama”, “Minha Irmã” e – principalmente – “A sombra da maldade” não ficavam atrás. E o resultado foi um hit atrás do outro, que até hoje são lembrados nas melhores pistas de dança do País.

Assim é o Cidade Negra. As armas são outras, novos companheiros vão se juntando a eles nessa batalha, mas o grupo mantém intacto dentro de si o sentimento que os acompanha desde o início: a vontade de mostrar a sua arte, de quebrar barreiras e de realizar seus sonhos.

sinto-me:

publicado por daidjc às 18:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.links

blogs SAPO
blogs SAPO

.subscrever feeds